Dicas para embalar os seus bens mais preciosos em fase de mudanças

 

shutterstock_153462422

Embalar muito bem os seus pertences quando está prestes a mudar de casa é uma das coisas mais importantes a fazer, pois a probabilidade de alguma coisa se partir, rachar ou estragar é elevada. E sim, mesmo que faça as mudanças sem a ajuda de uma empresa especializada, as suas coisas podem não chegar intactas ao destino. Afinal, os acidentes acontecem.

 

Para ter a certeza que os seus bens chegam inteiros ao local pretendido, deve ter certos cuidados quando começar a preparar o empacotamento. Eis algumas dicas que deve adoptar nesse momento:

 

Bens mais leves para um lado, bens mais pesados para o outro: Uma das opções de empacotamento é separar o que é mais leve para um lado (roupa, bens de higiene, etc.) e o que é mais pesado para o outro (livros, loiça, bibelots, entre outros).

 

Separe o mais frágil do mais resistente: Outra estratégia é optar por separar o que é mais frágil do que é mais resistente. Aqui, pode escolher também se quer juntar os seus bens mais pesados com aqueles que se partem com maior facilidade. A escolha final será sempre sua!

 

Use algo que proteja os seus pertences: Quer seja em roupa velha, papéis de jornal, plásticos simples ou mesmo em plásticos com bolhinhas, deve sempre embrulhar as suas coisas com todo o cuidado, de forma a que não se danifiquem, mesmo que as deixe cair.

 

Prefira as caixas aos sacos: As caixas de cartão são sempre preferíveis aos sacos de plástico. Para além de permitirem uma maior arrumação, são mais resistentes – suportando, assim, mais peso – e têm uma maior capacidade de protecção. Não quero com isto dizer que deva deixar de usar os sacos, pelo contrário, esses até dão jeito para os objectos mais leves e para aquelas coisas que não correm qualquer risco de partir ou rachar. Deve é saber embalar tudo no sítio correcto.

 

Indique quais são os bens mais frágeis: Após ter a certeza de que tudo está bem acomodado, marque os bens que são mais frágeis com um marcador. Assim, quando for a pegar neles, terá um cuidado ainda maior. E, se contratar uma empresa para tratar das suas mudanças, os profissionais já saberão como devem carregá-los.

 

Estas são as ideias-base para um embalamento bem feito e seguro. O resto já vai depender de si e dos profissionais que contratar. Não se esqueça que é necessário tomar atenção à forma como eles – ou você – pegam nas coisas para colocar na carrinha e como as descarregam no destino. E todos nós sabemos que basta um ligeiro toque numa caixa mal arrumada para que esta caia e provoque danos no interior. Daí que o melhor mesmo é ser extremamente cauteloso e ficar atento aos seus pertences em todas as fases da mudança!

Como poupar dinheiro ao mudar de casa

shutterstock_142450357

Nos dias que correm quem é que não procura poupar dinheiro? Por isso, se está a pensar em mudar-se para Lisboa ou outra cidade ou rua, saiba que há formas de reduzir as despesas inerentes ao processo e assim fazer umas mudanças baratas para Lisboa

O primeiro passo é definir as suas despesas, para ver de que forma as pode reduzir. E com algumas dicas e orientações tudo se torna mais simples!

Despesas com Transporte

O custo inerente ao transporte tem de ser calculado. Vai contratar uma empresa profissionalizada? Pretende fazer mudanças por conta própria num veículo emprestado? Ou aluga um? Seja como for, há despesas a registar, nem que seja o combustível e o seu tempo!

No caso de ir contratar profissionais, peça pelo menos 3 orçamentos e escolha a opção que melhor se adapte à sua carteira e se adeque ao que entende por mudanças baratas. Alargue a sua pesquisa o mais possível para obter melhores resultados. Se vive na capital, por exemplo, peça não só orçamentos a transportadoras de Lisboa como também do local para onde vai viver, pois o número de viagens é igual e alarga o seu leque de possibilidades de realizar mudanças baratas.

Caso pretenda fazer a mudança por conta própria, pode sempre pedir ajuda a amigos e familiares para evitar fazer um maior número de viagens.

 

Despesas com Armazenamento

Se a nova casa ainda não estiver pronta, pode ter de contratar soluções de armazenamento. Para evitar gastar este dinheiro ou poupar no aluguer, pode tentar ver entre os seus amigos se algum deles tem espaço para guardar os seus pertences ou pelo menos alguns deles, para não necessitar de arrendar um espaço maior.

Fale também com os profissionais contratados para o transporte, pois muitas transportadoras de Lisboa e de outros locais do país têm resposta para estas necessidades, podendo inclui-las no orçamento geral a um preço mais simpático.

 

Gastos de Material para Empacotamento

Mesmo tendo em mira conseguir umas mudanças baratas, os custos são inevitáveis e vai ter necessariamente de gastar algum dinheiro, nomeadamente com material (caixotes, fitas adesivas, papel acondicionador, marcadores, etc.). Para conseguir minimizar os gastos, pode seguir algumas dicas simples:

  1. Faça o empacotamento por conta própria. Apesar de muitas transportadoras de Lisboa e afins oferecerem também o serviço de empacotamento, pode decidir fazê-lo por sua conta e risco, pois isso irá diminuir o valor do orçamento final e contribuir para umas mudanças baratas. De qualquer forma, o serviço de empacotamento profissional poderá ser muito útil para as coisas mais volumosas e difíceis, para móveis que precisam de ser desmontados, etc. Se optar por um meio-termo, também estará a poupar.
  2. Organize os seus pertences. Separe o que quer guardar, vender, doar ou deitar fora. Se deitar fora ou doar fica com menos itens, logo economiza no seu transporte, já que seja qual for a sua área de residência grande parte do valor cobrado pelas transportadoras de Lisboa, do Porto ou da Cochinchina é baseado no peso de todos os seus bens que pretende transportar. Se vender, ganha um dinheiro extra para ajudar a pagar os serviços. A verdade é que qualquer uma das soluções irá contribuir para que possa fazer umas mudanças baratas.
  3. Procure caixas gratuitas. Vá a supermercados ou outras superfícies comerciais e questione se têm caixas de cartão já usadas, pois muitas vezes oferecem-nas gratuitamente. Atenção que, nestes casos, convém verificar o estado das mesmas, sendo sempre preferível reforçar a base com fita adesiva.
  4. Utilize embalagens e malas que já possui. Fazer mudanças baratas implica utilizar os recursos que já temos em casa. Procure recipientes de plástico, malas e sacolas que possa utilizar para empacotar alguns dos seus pertences. Neste caso poderão ser coisas mais pessoais que não precisam de ser levadas pelas transportadoras de Lisboa ou afins e que facilmente consegue transportar no seu veículo pessoal.
  5. Utilize toalhas para acondicionar objetos mais frágeis. Em vez de comprar papel de bolhas e outros materiais, forre as caixas com toalhas que tenha em casa e, no final, coloque outra toalha por cima e feche. Pode também aproveitar folhas de jornais e revistas que tenha por casa.

 

Dicas para fazer uma mudança de casa para Londres

 

shutterstock_301744478

Londres é uma das cidades mais procuradas da Europa, quer seja para passear, como para viver. No fundo, fixar residência em terras britânicas só tem vantagens: ainda vai havendo emprego, a língua é muito acessível (mesmo para quem não domina o inglês) e a distância entre Portugal não é assim tão grande. Eu, por diversas razões, decidi que chegou a minha hora de emigrar para lá. Por isso, ando já a elaborar um plano para que nada falhe. Se está na mesma situação, leia com atenção estas dicas de preparação para uma mudança para terras de Sua Majestade:

– A primeira coisa a fazer é procurar residência. Felizmente, já tenho um trabalho garantido e vou ter um bom ordenado, por isso, tenho a facilidade de poder pagar uma habitação só minha. Se não é o seu caso, veja primeiro casas para partilhar. Procure por quartos em sites credíveis.

– A maioria das pessoas apenas leva os pertences mais importantes, deixando para trás as mobílias e os bibelots. É, de facto, o mais coerente. Lembre-se que a viagem ainda é longa e, mesmo que escolha uma transportadora internacional para levar as suas coisas, vai notar que o que considera ser apenas o essencial é, no fim das contas, uma imensidão de malas e bagagens.

– Compare os preços das empresas de transporte de bens, quer as que vão por terra, quer as que vão pelo espaço aéreo. Se não precisa de levar muitos pertences e quer ir de avião, escolha uma companhia que a/o satisfaça.

– Independentemente do que tiver para empacotar, faça-o com muito cuidado, pois já sabe que a probabilidade de algo se partir é elevada. Embrulhe as suas coisas em papéis de jornal e plásticos resistentes (pessoalmente, prefiro usar os plásticos de bolhas), ou coloque tudo em caixas que aguentem um bom peso. Não se esqueça de, no fim, identificar o que empacotou e, se contratar uma empresa de mudanças, indique aos profissionais quais são os bens que necessitam de um maior cuidado.

– Um último conselho que lhe dou é relativo às burocracias que são necessárias nestes casos. Pense nos seus contratos de água, luz, telefone (…) que tem cá negociados. Cancele-os a tempo, caso ninguém fique a usufruir da sua casa. Eu considero colocar a minha a alugar, e você? Pense bem em tudo antes de ir, para evitar ter que cá voltar só para tratar do que ficou pendente.

Sei que a minha mudança para Londres me vai custar imenso. E imagino que vai ser difícil também para si. Mas a verdade é que uma viagem organizada e bem idealizada ajuda imenso, pelo menos, no que diz respeito aos aspectos práticos!